quarta-feira, 12 de abril de 2017

RESSURREIÇÃO

RESSURREIÇÃO

Pedro Paulo Paulino

A terra estava já quase sem vida
E panorâmico era o seu martírio.
O sol crestante, como imenso círio,
A cada passo abria uma ferida.

Mas de repente, como num delírio,
Outra paisagem surge colorida,
E o verde sobre a terra renascida
Aos nossos olhos torna-se um colírio.

A fauna e a flora pulsam! Tudo canta!
Nas águas há murmúrios de alegria.
De novo brota vida em profusão.

Do solo, um cheiro brando se levanta.
E a Natureza assim nos anuncia
Mais um milagre de ressurreição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário